Select Your Style

Choose your layout

Color scheme

(11) 2228-9233 | (11) 97499-6854(vivo). Nós ligamos para você

Psicoterapia Infantil ou Psicopedagogia?

A psicoterapia infantil é um valioso instrumento que auxilia as crianças a lidarem com diversos conflitos e dificuldades que se apresentam durante a infância. Na psicoterapia infantil, através de jogos e brincadeiras a criança revela ao psicoterapeuta seus sentimentos e dificuldades. Entre estes, elas podem apresentar: comportamentos agressivos, timidez, enurese noturna, hiperatividade, dificuldades de interagir com outras crianças ou familiares, depressão, obesidade, etc.

Já a Psicopedagogia é um tratamento específico para lidar com a dificuldade de aprendizagem.

O psicopedagogo estuda os processos de aprendizagem de crianças, adolescentes e adultos. Ele identifica as dificuldades e os transtornos que interferem na assimilação do conteúdo, fazendo uso de conhecimentos da psicologia e da antropologia para analisar o comportamento da criança. Promove intervenções em caso de fracasso ou de evasão escolar. Pode atuar com pacientes em hospitais, ou em centros comunitários. Pode, ainda, manter consultório, orientando estudantes e seus familiares no processo de aprendizagem.

Os comportamentos-problema nas crianças em ambas modalidades podem estar associados à falta de habilidade para lidar com situações adversas e difíceis, como a separação dos pais ou mudança de escola.

Desta forma, a metodologia adequada contribuirá com o desenvolvimento da criança na aquisição de novos comportamentos eficientes para lidar com as situações causadoras de tais sintomas.

A criança em atendimento conta com recursos lúdicos a fim de abordar o mundo infantil, considerando as necessidades particulares e os aspectos especiais de cada uma delas. Tem-se como referencial o sofrimento da criança e como objetivo ajudá-la a encontrar caminhos para sentir-se melhor. São inúmeras as razões que levam pais ou responsáveis a procurar psicoterapia ou psicopedagogia para suas crianças e o psicólogo / psicopedagogo, através de sua relação genuína com a criança, inicia um processo de mudança comportamental dentro do consultório com o intuito de que estes progressos generalizem para os ambientes naturais da criança. Assim ela conseguirá se comportar de forma a se sentir bem em todas as esferas de sua vida.

Author Info

Talita

Comentário( 2 )

  • Neilian

    Ola, meu sobrinho tem dois anos, ainda não fala. Atualmente apresenta comportamento agressivo como tapas e beliscões em quem estiver perto. Já foi levado a fonoaudióloga e o diagnóstico e que ele não tem nada e que está com preguiça. Segundo a fono, o motivo é a TV, o tablet, os jogos no celular. Realmente ele gosta e joga muito bem. Porém, quando percemos que ele não estava interagindo e voltado demais para os eletrônicos, diminuímos quase zero e já tem um bom tempo e até agora ele não fala. Às vezes balbucia sílabas. Gostaria de saber que outro profissional procurar. Psicólogo? Psicopedagogo?

    • Admin

      Olá Neilian, neste caso o psicólogo é mais indicado pois é preciso fazer um psicodiagnóstico com seu sobrinho.
      O psicodiagnóstico consiste em identificar o que está acontecendo com ele, ou seja, o diagnóstico do porque ele ainda não desenvolveu a fala; este motivo pode ser emocional ou do desenvolvimento e só um psicólogo capacitado pode verificar.
      Espero ter ajudado.
      Abraços,
      Talita

Poste um comentário